Página Inicial / Geral / Suspeito de comandar tráfico em Itapemirim é preso com mais de 50 pedras de crack e outras drogas

Suspeito de comandar tráfico em Itapemirim é preso com mais de 50 pedras de crack e outras drogas

Durante um cumprimento de mandado de busca e apreensão, uma operação conjunta de policiais civis da 9ª Delegacia Regional de Itapemirim, em parceria com a 9ª Companhia Independente da Polícia Militar do Espírito Santo, efetuou a prisão de S.L.S., 48 anos, taxista identificado como chefe do tráfico no município de Itapemirim, e de J.E.G., 28 anos, responsável pelo armazenamento e venda dos entorpecentes.

A operação ocorreu, na última sexta-feira (25), no bairro Rosa Meirelles, em Itapemirim. Segundo o responsável pela operação, delegado Gabriel Lanna, ambos os suspeitos foram detidos em flagrante dentro de suas residências. “Após 30 dias de investigações, iniciadas por via de denúncia anônima, recolhida pelo 181, identificamos o taxista suspeito de ser o chefe do tráfico de entorpecentes no município. Além de Itapemirim, ele já era investigado em Guarapari pelo mesmo crime”, explicou.

Durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência de J.E.G., foram apreendidas uma balança de precisão, uma bucha e uma porção de maconha, todos os materiais estavam escondidos na laje da residência. Já S.L.S. estocava a droga em ambientes separados do mesmo terreno.

“No terreno, foram encontradas escondidas uma sacola com 55 pedras de crack de tamanhos diversos e uma porção grande de maconha. Ainda no mesmo terreno, em um barraco, foi localizada uma lata metálica, contendo oito tabletes de maconha, em tamanhos variados, uma pedra grande de crack, duas buchas grandes de maconha, uma porção pequena de cocaína, uma munição calibre 380 e uma balança de precisão. Além disso, no interior da residência do detido foram encontrados R$ 82,00 identificados como fruto do tráfico”, relatou Gabriel Lanna.

Ambos os detidos foram presos por tráfico e associação ao tráfico de drogas. Eles foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Marataízes.

O delegado solicita a quem tiver informações a respeito do tráfico de drogas na região que entre em contato com a Polícia Civil (PCES). As denúncias podem ser realizadas através do Disque-Denúncia 181, ou pelo site https://disquedenuncia181.es.gov.br/. O anonimato é garantido.

 

Você pode Gostar de:

ES: Mais 31 escolas da Rede Estadual ofertam ensino de tempo integral em 2021

A Secretaria da Educação (Sedu) está ampliando a oferta de ensino em tempo integral para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *