Página Inicial / Fiscalização / R$ 5 MILHÕES:PF investiga saque fraudulento em FGTS

R$ 5 MILHÕES:PF investiga saque fraudulento em FGTS

Goiânia/GO – A Polícia Federal deflagrou no dia (17/09) a Operação Adikia, objetivando combater fraude do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço de valores que deveriam ser destinados a construção de casas habitacionais em Teresina/PI.

Cerca de 60 policiais federais estão dando cumprimento a 15 mandados judiciais expedidos pela Justiça Federal de Anápolis/GO, sendo 14 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão, além de mandados de sequestro de imóvel em condomínio de luxo e veículos automotores, avaliados em aproximadamente 2 milhões de reais.

A investigação identificou que um então advogado e principal investigado (atualmente com suas inscrições na Ordem dos Advogados de Goiás e São Paulo canceladas) ingressou com ação judicial, utilizando-se de uma falsa representação (atuando sem procuração) e, com argumentos fictícios e fraudulentos, obteve a transferência de aproximadamente R$ 5 milhões para uma conta judicial em Corumbá de Goiás/GO. Posteriormente, foram transferidos para a conta bancária dele, sendo os valores pulverizados, a partir de então, para diversas outras contas.

A presente etapa da operação contribuirá com a identificação de outros possíveis autores e partícipes que eventualmente colaboraram com o crime principal, bem como com o destino dado aos recursos públicos ilicitamente apossados, seja por meio de transferências para terceiros, aquisição de bens ou incorporação patrimonial.

Será realizada coletiva de imprensa às 10h00, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal em Goiás.

Fonte:Comunicação Social da Polícia Federal em Goiás Foto:Arquivo

 

Você pode Gostar de:

TECNOLOGIA 5G: Brasil e banco americano assinam acordo de US$ 1 bi em investimentos

O Banco de Exportação e Importação dos Estados Unidos (EximBank) e o governo brasileiro assinaram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *