Página Inicial / Geral / Polícia prende estelionatário que dizia conseguir óleo diesel mais barato que o mercado

Polícia prende estelionatário que dizia conseguir óleo diesel mais barato que o mercado

Foi preso na segunda-feira (25), em Vila Velha, um estelionatário de 41 anos que se passava por despachante aduaneiro e representante de empresas de importação no ramo petroleiro. O suspeito aplicava o golpe prometendo óleo diesel a preços abaixo do mercado e sumia após receber o dinheiro das vítimas.

A prisão e as investigações foram realizadas por meio da Divisão Especializada de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (DRCCP).  De acordo com a delegada-chefe da DRCCP, Rhaiana Bremenkamp, as investigações tiveram inicio no mês de maio. “Esse suspeito procurava por pessoas e indicações se apresentando como despachante portuário e alegando representar empresa de importação do ramo de petróleo e, com isso, ele conseguia vender óleo diesel mais barato. Essas pessoas faziam o investimento sem verificar se ele era real representante dessa empresa e depositaram altos valores na conta de pessoa física dele e esse óleo nunca era entregue, sempre havia uma desculpa, até que ele bloqueava as vítimas”, explicou.

De acordo com a delegada, após a primeira vítima procurar a delegacia, foi iniciado o trabalho para tentar identificar esse criminoso. “Localizamos diversos boletins de ocorrências e  ações criminais contra esse suspeito, algumas no interior do Estado com a mesma narrativa do golpe. Verificamos que era sempre crime de alto valor e que ele estava vivendo uma vida de alto padrão com o fruto desses golpes”, afirmou.

O suspeito possuía em sua residência carros de luxos e também um carro alugado de uma locadora que nunca foi entregue. “Foram encontrados diversos veículos de luxos e um carro de locadora, que foi alvo de apropriação desde janeiro do ano passado. Ele alugou esse veículo para utilizar apenas uma semana, ficou mais de um ano, não devolveu e nunca entrou em contato com a locadora. Verificamos que já havia acontecido um caso semelhando com outro veiculo alugado por ele”, contou a delegada.

Ainda de acordo com a delegada, o suspeito já havia sido preso anteriormente. “Quando a equipe chegou, ele acreditou tratar-se apenas de um mandado de busca e apreensão, e falou que ficaria preso apenas seis dias e seria solto novamente. Ele não reagiu, mas a todo o momento tentava inibir a ação da polícia e falava que era afilhado de juiz, filho de policial militar”, disse.

Os veículos apreendidos serão colocados à disposição da Justiça para que, se possível, possa ser realizado a alienação para que os valores sejam restituídos às vítimas.

 

 

Você pode Gostar de:

13/01 CASAGRANDE AUTORIZA: início das obras na Avenida Abido Saadi, na Serra

O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, nesta quarta-feira (13), a Ordem de Serviço para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *