Página Inicial / Geral / PC prende em flagrante Suspeito de torturar parente

PC prende em flagrante Suspeito de torturar parente

Policiais civis da 16ª Delegacia Regional de Linhares, em operação conjunta com a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) do município, prenderam, em flagrante, nessa quinta-feira (14), um homem de 39 anos suspeito de torturar um homem de 26 anos. A prisão foi efetuada na residência do detido, uma fazenda na localidade de Córrego do Arroz.

 

Na ocasião os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão e apreenderam um revólver calibre .38 e uma espingarda calibre .22. “Durante o depoimento da vítima, que pertence à família do suspeito, ela falou sobre essas duas armas. Em razão disso, pedimos o mandado de busca e apreensão e encontramos o material na casa do suspeito”, informou o titular da DHPP de Linhares, delegado Tiago Cavalcante.

 

Segundo o responsável pelo caso, no momento da prisão havia outro homem com o detido. “Ele foi ouvido e liberado em seguida” , disse.

 

O suspeito foi autuado, em flagrante, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e está sob investigação pelo crime de tortura. Ele foi encaminhado para a Penitenciária Regional de Linhares (PRL), onde permanece à disposição da justiça.

 

 Sobre o crime

 

O crime foi executado no final de abril, próximo à fazenda do suspeito. De acordo com Tiago Cavalcante, a vítima pertence à família do detido e foi flagrada furtando objetos da fazenda. “Como forma de punição, o suspeito foi armado até a casa da vítima, também localizada no Córrego do Arroz, para ameaçá-lo. A vítima afirma que o suspeito foi acompanhado e lá iniciou a tortura. Em seguida, ele a colocou no porta-malas de um carro e a levou até um canavial próximo à fazenda para executá-la”, narrou.

 

O homem que estava com o suspeito no dia do crime afirmou que o detido tinha a intenção de executar a vítima no canavial. “No entanto, ao ser preso, o detido confessou ter torturado a vítima, mas afirma que em nenhum momento teve a intenção de matá-la”, declarou o delegado. As investigações apontam que o suspeito desistiu da execução e abandonou a vítima no canavial, onde ela conseguiu escapar.

 

Tiago Cavalcante enfatiza sobre o papel importante do cidadão em denunciar os crimes. “Se presenciar ou tiver informações sobre qualquer tipo de crime, o cidadão deve entrar em contato com a Polícia Civil para denunciar. Dessa forma, ele auxilia na proteção da sua comunidade”, acrescentou.

 

A denúncia pode ser feita pelo Disque-Denúncia 181, ou através do site disquedenuncia181.es.gov.br. A denúncia é anônima e todas as informações serão apuradas.

 

 

Você pode Gostar de:

CONFIRA SUA DATA: Caixa abre sábado (30) para saque de auxílio emergencial

A Caixa vai abrir 2.213 agências no próximo sábado (30), das 8h às 12h, para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *