Página Inicial / Geral / PC/ES: Operação deteve 38 suspeitos em todo o Estado

PC/ES: Operação deteve 38 suspeitos em todo o Estado

A sétima fase da Operação Caim foi desencadeada na segunda-feira (08), em todo o Estado. A operação planejada pela Superintendência de Polícia Especializada (SPE), da Polícia Civil, teve como objetivo combater as organizações criminosas, além de cumprir 17 mandados de prisão de homicidas e traficantes. Ao todo, 37 suspeitos foram detidos e um adolescente apreendido.

Foram encontrados na operação 10 armas, 167 munições, R$ 5.556,00 reais em espécie, roupa camuflada, balança de precisão, 200 gramas e 92 buchas de maconha, 194 papelotes de cocaína, 95 pedras de crack, além de material para embalo da droga, que foram apreendidos.  

A ação foi mais um resultado da integração dos agentes de segurança, reunindo equipes da Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer), Força Nacional e, Guardas Municipais de Vitória e Vila Velha.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, avaliou a operação como exitosa e reforça a importância das apreensões de armas de fogo. “Foram 10 armas apreendias, importadas de forma ilegal da Áustria e Turquia, que fomentam um comercio ilegal de drogas e armas, ligados ao tráfico de entorpecentes. Ao todo, 80% dos homicídios que acontecem no Estado estão ligados ao tráfico com o uso dessas armas. Vamos pra cima desses traficantes e, vamos entrar nessas comunidades, que agradecem e clamam a presença da polícia”, disse Ramalho.

O comandante do Policiamento Ostensivo Metropolitano (CPOM), coronel Alessandro Juffo, ressaltou que operações desse tipo são importantes tanto para levar maior sensação de segurança às comunidades quanto aos próprios policiais que trabalham diariamente nessas regiões. “Prisões de pessoas que são envolvidas em ações criminosas e apreensões de armas reduzem a força dessas facções e, obviamente, tranquilizam não só a comunidade, mas o policiamento ordinário que está diariamente atendendo aquelas pessoas. Então, para a gente, esse tipo de operação traz um resultado muito positivo, sim”.

O chefe do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) delegado Romualdo Gianordoli, informou que nesta fase a operação resultou em duas prisões de destaque. “Prendemos o principal segurança do chefe do tráfico do bairro da Penha, já denunciado pelo Ministério Público, em relação ao ataque que ocorreu no morro da Piedade, que vitimou os irmãos Ruan e Damião em março de 2018. E a prisão de um homicida perigoso da Serra, o que mostra a ligação do bairro São Marcos com o tráfico do bairro da Penha”, afirmou.

O delegado Romualdo Gianordoli reforça que a população que não compactua com esses criminosos pode auxiliar a polícia por meio do 181, o anonimato é garantido e todas as informações são investigadas.

O chefe do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc), delegado Tarcísio Otoni, contou que moradores estavam sendo coagidos para que abrigassem criminosos. “Em uma das residências, em que foram apreendidas quatro armas, os moradores  estavam sendo coagidos para que abrigassem esses criminosos. Nós conseguimos enxergar nos rostos dos moradores o pedido de socorro e o alivio com a prisão desses invasores”, explicou Otoni. 

Histórico

O nome “Operação Caim” faz referência à história bíblica dos irmãos Caim e Abel e remonta ao primeiro homicídio sobre o qual a sociedade teve conhecimento.

Direcionando esforços das unidades especializadas da Grande Vitória e do interior do Estado, a Caim visa à redução dos índices de criminalidade, principalmente ao número de homicídios. Contribuindo para resultados como o alcançado no último mês, com uma série histórica de redução de homicídio no mês de maio, desde 1996, em comparação com o mesmo período dos últimos anos ‒ além da redução de 38,5% dos crimes de feminicídio em todo Estado, registrados de janeiro a maio, em comparação ao mesmo período de 2019. Na Região Metropolitana, com esse mesmo recorte, foram registrados 57,1% de redução. 

Durante os últimos dois meses, abril e maio, a Caim realizou com muito êxito seis fases que resultaram em 213 detenções, 47 armas, 1.388 munições, 13 veículos, drogas e mais de R$ 52 mil em dinheiro apreendidos. Informações detalhadas de cada fase da Operação Caim podem ser acessadas no site https://pc.es.gov.br/

 

Você pode Gostar de:

HOJE (06):Governo amplia vetos na lei que torna obrigatório o uso de máscara,confira

O governo republicou hoje (6), no Diário Oficial da União, dois artigos da lei sancionada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *