Página Inicial / Geral / PATRULHA MARIA DA PENHA MANTEM ATENDIMENTO À MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA EM GUARAPARI

PATRULHA MARIA DA PENHA MANTEM ATENDIMENTO À MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA EM GUARAPARI

A Operação Verão está a todo vapor no município de Guarapari. A cidade está com um aumento considerável de turistas e os moradores da cidade enfrentam uma mudança na sua rotina diária devido ao intenso fluxo de pessoas no município. Diante deste panorama que se repete todo ano em Guarapari, a  equipe da Patrulha Maria da Penha segue firme operando suas atividades.

 A Patrulha Maria da Penha consiste em uma dupla de policiais militares que realizam visitas tranquilizadoras às mulheres vítimas de violência doméstica e familiar, integrando-se à Rede de Atendimento e de Enfrentamento à Violência contra a Mulher. Uma vez atendida, a mulher será monitorada pelos policiais militares, recebendo visitas periódicas –  geralmente mensais. Na ponta do atendimento, os PMs  têm conquistado a confiança das mulheres, que, muitas vezes, sofriam caladas por constrangimento. O soldado Bonelá e o soldado Kalebe, que são integrantes da Patrulha Maria da Penha do 10º BPM (Guarapari), afirmam que é gratificante ver a recuperação das atendidas. “Estamos aqui para servir e proteger. Como Guardiões da Vida, é ainda mais recompensador”.

 Atualmente a Patrulha Maria da Penha realiza cerca de 70 visitas mensais  às mulheres vítimas de violência doméstica em Guarapari. E este número não pára de crescer. “A sociedade está alerta e as mulheres estão denunciando mais, afirma o Ten Cel Cleverson Mancini Lyra, Comandante do 10º BPM. O programa visa prestar apoio às mulheres vítimas de violência doméstica através do acompanhamento e fiscalização da aplicabilidade das medidas protetivas de urgência previstas na Lei 11.340 – Lei Maria da Penha – esclarece o Comandante.

 

Você pode Gostar de:

Chuvas no Espírito Santo devem continuar até sexta-feira, prevê Inmet

As chuvas que atingem o Espírito Santo desde o final da semana passada devem continuar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *