Página Inicial / Educação / Patrulha Escolar leva conscientização e prevenção à violência para as escolas durante o mês de março

Patrulha Escolar leva conscientização e prevenção à violência para as escolas durante o mês de março

A proximidade entre a Patrulha Escolar e os estudantes tem tornado as atividades de conscientização e prevenção à violência práticas constantes nas unidades de ensino da Rede Estadual. Durante este mês de março, não será diferente. Os militares levarão temas como o bullying e Regimento Escolar para as 156 escolas atendidas pelo projeto na Grande Vitória.

As Escolas Estaduais Agenor de Souza Lé, em Vila Velha; Elza Lemos Andreatta, em Vitória; Almirante Barroso, em Vitória; José Vitor Filho, em Cariacica e Professora Adevalni Azevedo, na Serra, já estão com dias agendados para uma conversa entre a Companhia Especializada de Polícia Escolar (Patrulha Escolar) e os estudantes sobre o bullyng.

Já o tema “Regimento Escolar”, será nas escolas Dom João Batista da Motta e Albuquerque, em Serra; Colégio Estadual, em Vitória, e nas unidades de Tempo Integral Dr. Agesandro da Costa Pereira e Professor Fernando Duarte Rabelo, ambas em Vitória.

Com ações educativas e preventivas, a Patrulha realiza visitas, no mínimo, uma vez por semana que com palestras e bate-papo entre militares e alunos. As escolas que queiram solicitar palestras para a Patrulha Escolar podem enviar pedido por meio do e-mail patrulhaescolar@sedu.es.gov.br

De acordo com o comandante da Companhia Especializada de Policiamento Escolar, capitão Eliandro, no ano passado a Patrulha Escolar ampliou os atendimentos para escolas do interior do Estado. “Atendemos a um maior número de unidades, formatamos novos temas de palestras, tal como violência familiar, realizamos cursos de capacitação continuada para toda equipe de militares, dentre outras ações”, afirmou.

Segundo o oficial, ainda em 2019, foram realizados cerca de sete mil atendimentos nas escolas, entre palestras e visitas tranquilizadoras, sendo registradas apenas 57 de caráter repressivo. “Atingimos a meta de dois mil atendimentos nas escolas localizadas nos bairros da Grande Vitória, que fazem parte da área de atuação do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, o que significa o aumento de 60% de atendimentos nessas escolas”, complementou.

Neste ano de 2020, ele enfatiza que terá como novidade a realização de um curso para capacitar policiais militares de Unidades do Interior do Estado a desenvolverem a mesma metodologia da Patrulha Escolar no atendimento às Escolas, sobretudo, em bairros de maior vulnerabilidade social.

 

Você pode Gostar de:

STF HOJE(06): Toffoli se declara contrário à punição de pessoas por furar isolamento

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse hoje (06) ser contra …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *