Página Inicial / Fiscalização / PATRIMÔNIO DO POVO CAPIXABA: Polícia Militar do Espírito Santo celebra 185 anos

PATRIMÔNIO DO POVO CAPIXABA: Polícia Militar do Espírito Santo celebra 185 anos

Nesta segunda-feira (06), a Polícia Militar do Espírito Santo celebra 185 anos de serviços prestados ao povo capixaba.

Devido à pandemia do coronavírus, diversas atividades programadas para comemorar o aniversário foram canceladas ou suspensas.

Apesar da tradicional solenidade militar não ter acontecido, a instituição prestou algumas homenagens para representar a honra de servir ao Espírito Santo por meio de seus policiais militares.

Para isso, o comandante-geral da PMES, coronel Márcio Eugênio Sartório, recepcionou os três primeiros colocados do Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS – 2019), que foi encerrado na última quinta-feira (02). A 1º sargento Rosângela Simmer, o 1º sargento André Ferreira da Costa, e o 1º sargento Gilmar Marinho de Alcântara, receberam homenagens por terem alcançado a primeira, segunda e terceira colocações, respectivamente.

Além deles, outro graduado foi reconhecido pela corporação: o 3º sargento Carlos Agostinho Avelino. O militar, lotado no 6º Batalhão, foi eleito o destaque operacional da PMES referente ao 2º semestre de 2019.3º sargento Avelino, destaque operacional da PMES.

De acordo com o coronel Sartório, os resultados de excelência alcançados pela instituição são frutos da qualificação e aprimoramento técnico de todo o efetivo. “As nossas conquistas são resultado da qualidade de nosso corpo de oficiais e praças. Registro aqui minha admiração por ombrear com profissionais altamente capacitados. Esses graduados aqui homenageados simbolizam nosso compromisso com o povo capixaba”, ressaltou. 

Para encerrar o momento, foi realizado o descerramento da foto do ex-comandante-geral, o coronel Moacir Leonardo Vieira Barreto Mendonça, que atualmente ocupa a função de diretor de Finanças da PMES.

 

Promoção

Como parte das comemorações dos 185 anos de existência da Polícia Militar do Espírito Santo, nesta segunda-feira (06), foram publicadas no BECG 017/2020 as 181 promoções de Praças. Todas as promoções são relativas ao quadro de Qualificação Policial Militar de Praças Combatentes (QPMP-C).

Pelos critérios de merecimento e antiguidade, 26 policiais militares foram promovidos à graduação de subtenente.

Para a graduação de 1º sargento, 34 policiais militares foram promovidos no critério de antiguidade e outros 33 militares no critério de merecimento.

Também foram publicadas 83 promoções à graduação de 2º sargento, sendo 42 delas pelo critério de antiguidade e outras 41 por merecimento.

Cinco militares foram promovidos à graduação de cabo.

O aniversário da PMES é uma das três datas previstas para as promoções, sendo as outras duas 25 de agosto (Dia do Soldado) e 25 de Dezembro (Natal). As promoções seguem o efeito retroativo à data do surgimento da vaga nos respectivos quadros e qualificações da PMES.

  

Apresentações da Banda

Nesta segunda- feira (06), quatro pontos da Grande Vitória receberam apresentações de integrantes da Banda de Música da PMES.

Respeitando os distanciamentos e sem aglomeração, pequenos grupos formados pelos integrantes da Banda fizeram apresentações na Praça do Pedágio da Terceira Ponte, em frente ao Hospital da Polícia Militar (HPM), no cruzamento de duas movimentadas avenidas na Praia da Costa, em Vila Velha, e na praça de Campo Grande, em Cariacica. 

 

PARABÉNS!!!!

“Sou herói destemido e valente
Sei amar com fervor minha terra.
Vivo sempre feliz e contente
Quer me encontre na paz ou na guerra.”

Os versos do hino oficial da Polícia Militar do Espírito Santo, a Canção do Soldado Capixaba, ilustram bem a vocação dos policiais militares capixabas.

No dia em que completa 185 anos de existência, 06 de abril de 2020, a PMES está em meio a um dos maiores combates dos quais já participou: a luta contra o novo coronavírus, que aflige quase todas as nações e provoca uma enorme crise mundial, com milhares de vidas perdidas – os números já se aproximam da casa das 70 mil mortes em pouco mais de quatro meses, provocadas por essa doença.

Presente na Guerra do Paraguai (1865-1870); na Revolta de 1924 (São Paulo); na Revolução de 1930; no Movimento Constitucionalista de 1932 (São Paulo); no conflito da Serra do Caparaó e na questão Lindeira, hoje, a PMES dispõe seu efetivo para mais uma vez socorrer a sociedade capixaba com todos os meios e recursos disponíveis.

Além do patrulhamento ostensivo ordinário, os policiais militares têm desenvolvido um papel fundamental, junto a profissionais de diversas áreas, na preservação de vidas e do patrimônio, garantindo a tranquilidade necessária num momento tão conturbado.

Inúmeras atividades estavam programadas para comemorar o 185º aniversário da mais fiel instituição capixaba e uma das mais antigas do Espírito Santo. O momento não permitiu.

No entanto, o que fica para esta data é a certeza de que, para a PMES, o que importa é garantir que as comunidades estejam protegidas, graças ao trabalho de valorosos homens e mulheres que, mesmo com o risco de suas próprias vidas, envergam a honrosa farda do soldado da terra de Ortiz.

 

Você pode Gostar de:

CASAGRANDE: visita obras rodoviárias e de reconstrução de pontes em Vargem Alta e Castelo

O governador do Estado, Renato Casagrande, visitou, na sexta-feira (16), diversas obras nos municípios de Vargem Alta e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *