Página Inicial / Geral / Operação Couraça da Justiça prende suspeitos de associação criminosa

Operação Couraça da Justiça prende suspeitos de associação criminosa

Nesta sexta-feira (13), um grupo suspeito de formar uma associação criminosa em Muniz Freire foi detido durante a Operação Couraça da Justiça. A ação foi resultado do trabalho conjunto entre a Delegacia de Polícia (DP) de Muniz Freire e a Polícia Militar (PMES) do município. V.C.S., de 26 anos, a companheira dele C.C., de 31 anos; J.I.N., de 49 anos; J.P.S., de 22 anos; L.F.N., de 25 anos; C.S.A., de 20 anos; e C.N.S., de 22 anos, foram presos e um adolescente de 15 anos foi apreendido.

As prisões foram executadas nos bairros conjunto habitacional Parque das Palmeiras, São Vicente e Santa Teresinha, também conhecido como Vila Ganso, nas residências dos detidos. O delegado Bruno Rodrigues, titular da DP de Muniz Freire, explicou que o grupo é investigado por organização criminosa voltada ao tráfico de drogas. “Nos últimos dois meses, a associação foi responsável pelos principais eventos criminosos ocorridos no município, dentre eles roubo, ameaça de morte por dívidas de drogas e lesões corporais”, informou.

Durante a operação, foram apreendidos R$ 416,50, em espécie, dois pacotes de plástico para embalagem de drogas, oito celulares e duas buchas de maconha. O delegado complementa que a repressão ao tráfico de drogas será prioritária e ininterrupta no município.

“Em ações conjuntas, as Polícias Civil e a Militar de Muniz Freire continuarão executando ações de cunho preventivo e social contra o tráfico de drogas e nós precisamos da sociedade civil organizada e também das outras esferas do poder público para atuarmos na prevenção, tratamento e na promoção social das pessoas que se envolvem no mundo das drogas, por quaisquer razões”, declarou.

Os indivíduos foram presos por via de mandado de prisão temporária. Todos os detidos respondem por tráfico e associação ao tráfico de drogas. Os homens foram conduzidos ao Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim (CDP-CI) e a mulher para o Centro Prisional Feminino de Cachoeiro de Itapemirim (CPFCI). Já o adolescente de 15 anos foi apreendido e encaminhado ao Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) de Cachoeiro de Itapemirim.

O delegado enfatiza que as investigações continuam e destaca a importância da ajuda da comunidade pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. A denúncia é anônima e todas as informações fornecidas são investigadas.

 

Você pode Gostar de:

Chuvas no Espírito Santo devem continuar até sexta-feira, prevê Inmet

As chuvas que atingem o Espírito Santo desde o final da semana passada devem continuar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *