Página Inicial / Esporte / Fla vence River de virada e conquista bicampeonato da Libertadores

Fla vence River de virada e conquista bicampeonato da Libertadores

Após 38 anos, o Flamengo voltou a levantar a taça Libertadores da América, neste sábado (23), após uma vitória emocionante, de virada, sobre o River Plate, por 2 a 1 no Estádio Monumental de Lima (Peru). O atacante Gabigol, artilheiro da Libertadores, fez história ao marcar os dois gols da virada rubro-negra nos cinco minutos finais da partida, garantindo o bicampeonato para o time carioca. Coincidentemente, o primeiro título da Libertadores foi conquistado pelo Flamengo no dia 23 de novembro de 1981, quando o Rubro-Negro derrotou o Cobreloa, do Chile, com dois gols do craque Zico.  

Hoje (23) o Flamengo, comandado pelo técnico português Jorge Jesus,  entrou em campo tomando a iniciativa do jogo, mas aos 15 minutos foi surpreendido, quando o meia argentino Nacho Fernandes cruzou fraco dentro da pequena área – Arão e Gerson deixaram a bola passar – e Borré aproveitou a falha da zaga para abrir o marcador com um chute rasteiro. A partir do gol, os argentinos passaram a dominar o embate, e quase ampliaram aos 36 minutos, com Palácios, que soltou uma bomba de fora da área.

Após o intervalo, o Flamengo voltou melhor e quase empatou aos  11 minutos quando Bruno Henrique invadiu a área pela esquerda e cruzou: Arrascaeta furou, Gabigol chutou em cima de De la Cruz, e a bola ainda voltou para Éverton Ribeiro finalizar, mas o goleiro Armani defendeu.  Aos 20 minutos, Gerson saiu de campo machucado e Diego entrou no lugar dele. Os cariocas botaram pressão e tiveram mais uma chance de empatar aos 30 minutos, em outra jogada do trio Arrascaeta, Gabigol e Everton Ribeiro. Se o gol de empate parecia encantado para o time rubro-negro, o River também desperdiçou a chance de matar o jogo aos 35 minutos, em chute rasteiro de Palácios.

Na reta final da partida, aos 43 minutos, Bruno Henrique partiu em contra-ataque, rolou para Arrascaeta que cruzou na medida para Gabigol livre empurrar para a rede e deixar tudo igual no Monumental de Lima.  E três minutos depois, ele mesmo, Gabigol ganhou a disputa de bola com Pinola e depois arriscou um lindo chute de esquerda, virando o placar para os rubro-negros a cinco minutos fim do jogo.  Festa vermelha e preta em Lima, após 38 anos de jejum. O Flamengo é campeão da 60ª edição da Copa Libertadores da América e além da taça, leva a premiação de US$ 12 milhões, o equivalente a aproximadamente R$ 50,4 milhões.

Há pouco mais de cinco meses no comando do time rubro-negro, o técnico português Jorge Jesus, de 65 anos, também fez história hoje (23) ao se tornar o segundo técnico europeu a conquistar  um título da Libertadores; o primeiro foi o croata Mirko Jozic, em 1991, com o time chileno Colo-Colo bateu na final o Olímpia, do Paraguai.

Ficha Técnica:

Sábado, 23 de novembro de 2019

FLAMENGO X   RIVER PLATE

Competição: Copa Libertadores da América (final)

Local: Estádio Monumental de Lima (Peru)

Árbitro de campo: Roberto Tobar (Chile)

Árbitro de vídeo (VAR): Esteban Ostojich (Uruguai)

Assistentes: Christian Schieman (Chile) e Cláudio Rios (Chile)

FLAMENGO:  Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gérson e Éverton Ribeiro; Arrascaeta, Gabigol e Bruno Henrique. Técnico: Jorge Jesus

RIVER PLATE: Armani; Montiel, Lucas Martínez, Pinola e Casco; Nacho Fernández, Enzo Pérez, Palacios e De La Cruz; Borré e Matias Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo

Gols: no primeiro tempo com Borré (14) e no segundo tempo com Gabigol (43) e (46).

Fonte: Agência Brasil  Rio de Janeiro Foto: Guadalupe Pardo

Você pode Gostar de:

Resgate eletrônico de depósitos judiciais chega a 12 estados

Existente há três anos, o sistema de resgates eletrônicos de depósitos judiciais está presente em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *