Página Inicial / Geral / Familiares suspeitos de homicídio qualificado são presos durante operação integrada

Familiares suspeitos de homicídio qualificado são presos durante operação integrada

Na manhã de quinta-feira (25), a equipe da 14ª Delegacia Regional (DR) de Barra de São Francisco, com apoio da Superintendência de Polícia Norte (SPRN) e de policiais militares do município, prendeu três pessoas da mesma família, suspeitas de assassinarem uma mulher de 32 anos, no último dia 17 de abril, no município.  A mãe, de 45 anos, e o filho, de 29, foram presos na residência onde moravam. Já o detido de 22 anos, que é sobrinho da detida, foi encontrado na própria residência, todos no bairro Vila Nova, no município de São Mateus.

 

“Com o jovem de 22 anos, foi encontrado um revólver .38, que foi apreendido pela equipe, e encaminhado para a Regional”, explicou o titular da 14ª DR, delegado Leonardo Forattini.

 

Os três respondem por homicídio qualificado foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Domingos do Norte, onde permanecem à disposição da Justiça.

 

Sobre o crime

 

O homicídio ocorreu no dia 17 de abril, na residência da vítima, localizada no bairro Irmãos Fernandes, em Barra de São Francisco. “No dia do fato, dois suspeitos encapuzados chegaram de moto, em frente à casa da vítima, uma mulher de 32 anos, e a chamaram pelo portão. Assim que a vítima apareceu na janela para ver quem era, foi atingida por um dos três disparos efetuados pelos suspeitos”, explicou Leonardo Forattini.

 

A vítima foi socorrida e encaminhada para um hospital. Ela chegou a receber alta, foi para casa escondida dos suspeitos, mas apresentou novas complicações e veio a óbito no hospital, na última quarta-feira (17).

 

Segundo o delegado, o crime foi motivado por vingança. “Ao que sabemos, a vítima estava em um relacionamento com um homem que rompeu a relação para se relacionar com uma adolescente de 17 anos, filha da mulher detida. No entanto, pouco tempo depois, ele rompeu o relacionamento com a adolescente e voltou a namorar com a vítima”, contou.

 

Inconformada com o término do relacionamento, a adolescente emitiu ameaças e chegou a culpar a vítima por um acidente doméstico que culminou na morte de seu irmão, um adolescente de 12 anos. “Essa menino se queimou com álcool, dentro de casa, e chegou a ser internado por quatro meses, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início deste ano. A vítima não estava presente no momento do acidente, mas a adolescente insistiu em culpá-la”, completou.

Você pode Gostar de:

Procon multa Enel em R$ 10,2 milhões por problemas em contas de luz

O Procon de São Paulo multou em R$ 10,2 milhões a concessionária de energia Enel. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *