Página Inicial / Assitência Social / ES: Himaba altera funcionamento do Banco de Leite Humano e pede doações

ES: Himaba altera funcionamento do Banco de Leite Humano e pede doações

Atento às orientações para reduzir a possibilidade de transmissão da Covid-19, o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, vai alterar, a partir desta terça-feira (31), o funcionamento e a rotina do Banco de Leite Humano da unidade. Provisoriamente, o atendimento externo passa a ser das 8h às 17 horas.

As mudanças também acontecem na recepção das pacientes externas, que deverão manter a distância de dois metros umas das outras, entrando apenas três por vez. Só será permitido um acompanhante para a mãe e o bebê, desde que assintomático.

Toda mãe que chegar ao Banco de Leite será questionada sobre sintomas respiratórios e observada sobre sinais de quadro respiratório. As sintomáticas serão atendidas desde que usem máscara durante todo o atendimento, que será o mais breve possível, visando ao retorno da paciente ao isolamento social e a proteção da equipe. O local de atendimento será higienizado logo após a saída da paciente.

O recebimento e coleta de doações de leite humano e a pasteurização estão mantidos. Apenas as doações exclusivas externas estão suspensas. O estoque de leite destinado à alimentação de bebês prematuros ou de baixo peso, internados na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin) a baixo, por isso, é importante que as mães continuem fazendo a sua doação.

A responsável técnica pelo Banco de Leite do Himaba, Angélica Carvalho, explica que todas as evidências até o momento demonstram que o SARS-COV-2 não é transmitido pelo leite humano.  “Nesse momento que precisamos manter o isolamento social, temos um grande desafio para manter o abastecimento do leite humano para as crianças da Utin. Fazemos um apelo para que as mães que puderem doar, continuem doando. É só ligar para o Banco de Leite, que vamos até a casa da doadora pegar esse leite. Se a mãe tiver com sintomas respiratórios e com dificuldade para amamentar, pode nos ligar também. A gente vai tentar ajudar e orientar pelo telefone”, afirmou.

“Os tempos são difíceis, as coisas estão desafiadoras, mas nesse momento precisamos também dessa união, colaboração e parceria de toda a sociedade. O Banco de Leite do Himaba vai estar à disposição para quem precisar de ajuda, mas priorizem o atendimento por telefone, isso vai ajudar a diminuir a circulação desse vírus”, pontuou Angélica.

 

Como doar no Himaba

Para doar, basta a mãe estar em fase de amamentação, o bebê em aleitamento exclusivo, e entrar em contato pelo telefone (27) 3636-3151,  com a equipe do Banco de Leite Humano, que dará todas as orientações sobre os procedimentos para a coleta e armazenamento do leite. A coleta pode ser feita pelo Himaba na residência da lactante uma vez por semana, em dia e horário agendados.

 

O Himaba

Mantido pelo Governo do Estado, o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, é administrado desde o dia 6 de novembro de 2019, pelo Instituto Gnosis, por meio de um contrato de gestão firmado com a Secretaria da Saúde (Sesa).

 

 

Você pode Gostar de:

20/10 AGORA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA: PF cumpre 77ª Fase da Operação Lava Jato

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (20/10), em ação conjunta com o Ministério …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *