Página Inicial / Geral / ES: Empresário que ofendeu honra do governador é indiciado pela polícia

ES: Empresário que ofendeu honra do governador é indiciado pela polícia

A Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) divulgou, na sexta-feira (07), o indiciamento de um empresário de 36 anos, morador de Vila Velha, que ofendeu a honra do governador Renato Casagrande em um vídeo gravado pelo suspeito de dentro de um hospital da Grande Vitória.

 

Durante a coletiva de imprensa realizada na Chefatura de Polícia, em Vitória, o titular da DRCC, delegado Brenno Andrade, explicou o motivo pelo qual o empresário foi autuado pelos crimes de difamação e injúria. “Não é a crítica que é feita no vídeo que é o problema, pois todos têm direito à liberdade de expressão, mas sim o fato dele ter extrapolado no momento em que xingou o governador. Ele se retratou, porém, isso só e possível perante o juiz”, afirmou.

 

O delegado-geral da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo, José Darcy Arruda, frisou que todo aquele que quiser agredir a honra de qualquer pessoa não ficará impune, mesmo que essa ofensa seja feita por meio eletrônico. “O governador sentiu-se ofendido e, exercendo o seu direito de cidadão, decidiu representar, pois tem o direito de ver processado aquele que ofenda sua honra”, disse Arruda.

O delegado Brenno Andrade contou que crimes contra honra acontecem diariamente na internet. “Cuidado, pois estamos de olho. Ao contrário do que algumas pessoas acham, quem pratica esse tipo de crime poderá ser indiciado e responder um procedimento criminal, por dano moral, e ainda ter registro criminal. Por isso, pedimos sempre que, se pessoa se sentir lesada, pode procurar a delegacia e registrar o boletim de ocorrência”, ressalta.

Para isso, Andrade pede que o cidadão lesado leve a URL do site no caso das redes sociais e, se for por meio do Whatsapp, o número de quem praticou essa ofensa. “Independente se perfil seja falso ou não, nós temos meios e ferramentas para identificar as pessoas”, destacou.

Arruda informa também que outros casos de Fake News estão sendo investigados. “Entre eles há outros que, inclusive, envolvem o governador”, revelou.

Durante seu depoimento, o empresário destacou que não tinha intenção de ofender o governador e que o vídeo foi divulgado em um grupo de amigos. Ele foi indiciado pelos crimes de difamação e injuria, com pena aumentada porque praticou contra um servidor publico no exercício da função e em um meio que facilitou a divulgação dessa injúria.

 

Você pode Gostar de:

Enem: estudantes tem até 1º de outubro para inserir foto no cadastro, confira como

Até 23h59 (horário de Brasília) do dia 1º de outubro inscritos no Exame Nacional do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *