Página Inicial / Empreendedorismo / Embaixador da Austrália elogia tecnologia empregada pela Samarco

Embaixador da Austrália elogia tecnologia empregada pela Samarco

O Centro de Monitoramento e Inspeção (CMI), que opera 24 horas por dia, sete dias por semana, integra o Sistema de Monitoramento, que conta, atualmente, com cerca de 840 equipamentos de última geração para acompanhar as estruturas geotécnicas da Samarco em Minas Gerais e no Espírito Santo.

A tecnologia empregada no CMI foi elogiada pelo embaixador da Austrália no Brasil, Timothy Kane, que esteve no Complexo do Germano em setembro deste ano. “O futuro da mineração no Brasil vai ser mais positivo e estou muito otimista depois desta visita, pois reconheço que as mudanças que vi aqui são bem parecidas com as vividas atualmente na Austrália”, destacou Kane na ocasião.

Retomada

A retomada das operações será gradual, utilizando novas tecnologias para o empilhamento de rejeitos a seco e após a implantação desse sistema, que inclui a Cava Alegria Sul e a filtragem.

Na cava, a empresa vai dispor a lama, que corresponde a 20% do rejeito gerado na lavra da mina. Os rejeitos arenosos, o equivalente a 80% do total gerado, serão filtrados e empilhados a seco, destinação muito mais segura. O processo de filtragem permitirá o reaproveitamento de água.

A Cava Alegria Sul, estrutura resultante do processo de lavra, terá capacidade para receber 9,7 milhões de metros cúbicos de rejeitos. Seu uso para disposição de rejeitos evita o impacto ambiental em outro espaço. Por ser uma formação rochosa e estável, um espaço confinado, a estrutura permite a contenção natural, também com mais segurança.

Fonte:Pesquisa/net/Samarco

 

Você pode Gostar de:

Chuvas no Espírito Santo devem continuar até sexta-feira, prevê Inmet

As chuvas que atingem o Espírito Santo desde o final da semana passada devem continuar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *