Página Inicial / Assitência Social / É HORA DE DOAR-ES: Bancos de leite registram queda no número de doadoras

É HORA DE DOAR-ES: Bancos de leite registram queda no número de doadoras

Os Bancos de Leite Humano (BLH) no Espírito Santo apresentaram em março deste ano uma redução de 78% no número de novas doadoras cadastradas em relação ao mesmo período de 2019. Esse é um dos reflexos da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), já que as mães são grupo de risco temem levar a doença para casa. Mas não é preciso ir até o BLH para fazer a doação. Em todos os bancos de leite no Estado há o serviço de coleta em domicílio, com agendamentos de dias e horários marcados.

Em 2019, os BLH cadastraram 338 doadoras, já em 2020 receberam 264 doadoras no mesmo período, mesmo com a possibilidade de captação do leite pela equipe do banco na casa da doadora.

De acordo com a coordenadora do Centro de Referência Estadual de Banco de Leite Humano, Mônica Barros de Pontes, apesar dessa diminuição, com o trabalho das equipes do BLH na conscientização das mães já cadastradas, essas continuaram a doar, ajudando a aumentar o volume de leite dos bancos.

“Fizemos a estratégia de conscientização com as mães já doadoras. Conversamos, explicamos e mostramos as notas técnicas sobre os cuidados que tanto nós profissionais quanto elas mães podem ter a fim de garantir a segurança do bebê diante da pandemia. Com esse processo, observamos o aumento do volume de leite doado, devido também ao aumento de extração por parte das doadoras, que estão com mais tempo em casa por conta da quarentena”, explicou Mônica Barros de Pontes.

A coordenadora ressalta também que é essencial que os bancos de leite tenham novas doadoras. “Temos cuidados preconizados, uma vez que a segurança nos bancos de leite é fator essencial. É importante que mantenhamos o cadastro de novas doadoras, mostrar todos os cuidados e enfatizar também a importância do valor imunológico que o leite humano tem, protegendo o filho da mãe que queira doar e também os bebês que estão na UTI Neonatal”. 

 

Ser doadora de leite em tempos do novo Coronavírus

Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Para doar basta ser saudável e não tomar nenhum medicamento que interfira na amamentação.

Em tempos do novo Coronavírus, as mães doadoras não podem ser portadoras da Covid-19 ou terem tido contato com o vírus. E, é importante que garantam toda higienização antes, durante e após o processo de extração de leite.

“Hoje, frente à Covid-19 é essencial que as mães não deixem de lavar as mãos antes e depois de fazer a extração do leite. Manter os procedimentos higiênico sanitário e cumprir as instruções ofertadas pelo BLH. Armazenar o leite em frascos esterilizados e/ou fervidos para serem entregues aos bancos de leite humano”, informou a coordenadora.

A fim de garantir os cuidados e segurança das mães que já são doadoras ou queiram doar, a Secretaria da Saúde divulgou a Nota Técnica COVID-19 N° 33/2020 com orientações para a doação de Leite Materno aos Bancos de Leite Humano e Postos de Coleta de Leite Humano durante a pandemia do Novo Coronavírus. Para ter acesso à Nota Técnica, clique aqui

Caso deseje ser doadora, entre em contato com o banco de leite mais próximo de sua casa ou ligue ao 136 para obter maiores informações de como e quando doar.

 

 

Você pode Gostar de:

HOJE (30) EUA: Nasa e SpaceX fazem nova tentativa de lançamento espacial, confira o motivo da missão

Está prevista para a tarde deste sábado (30), às 16h22 (horário de Brasília) a decolagem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *