Página Inicial / Geral / Detran|ES amplia monitoramento de aulas práticas de trânsito para todas as categorias

Detran|ES amplia monitoramento de aulas práticas de trânsito para todas as categorias

Com o objetivo de aprimorar a formação dos condutores de veículos Estado, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) estenderá o monitoramento das aulas práticas de trânsito para as categorias A (moto), ACC (ciclomotor), C (caminhão com até seis toneladas), D (ônibus e van) e E (caminhão e carreta). Até então, o acompanhamento era realizado apenas para a categoria B (carro). A novidade consta nas Instruções de Serviço nº 198 e 199 publicadas, nesta quarta-feira (25), no Diário Oficial.

As normas preveem um prazo de 60 dias, a contar da publicação, para as empresas interessadas se credenciarem e para os Centros de Formação de Condutores (CFCs) se adequarem internamente. Logo após, será iniciada a implantação do sistema eletrônico em todo o Estado. Para o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, a medida tornará a formação de condutores mais transparente e eficaz.

“Estamos lançando mão da tecnologia a serviço de uma melhor formação e aperfeiçoamento para motoristas, motociclistas e também para os condutores de categorias profissionais. O monitoramento permitirá uma fiscalização mais certeira sobre a aulas para combate a possíveis fraudes e vai ajudar a verificar os erros mais cometidos pelos alunos para que seja otimizada a preparação dos candidatos antes de assumir a direção de veículos nas vias”, afirma.

Givaldo Vieira acrescenta que, tendo em vista o crescente número de acidentes fatais com motociclistas no Espírito Santo, o incremento na formação destes torna-se fundamental.

“De mais de 500 vidas perdidas no Estado em acidentes de trânsito neste ano, quase a metade foi de motociclistas. As ações do Detran|ES têm um olhar especial para este público, bem como para os condutores das categorias profissionais, que também serão beneficiados com o monitoramento, tanto para a qualidade do serviço prestado pelos CFCs quanto para a própria perícia e prudência na condução dos veículos”, explica o diretor geral do Órgão.

Relatório eletrônico

Com a implantação do sistema eletrônico, os instrutores dos CFCs deverão elaborar, durante cada aula ou conjunto de aulas práticas realizadas na mesma data, relatório eletrônico de avaliação do candidato, destinado ao acompanhamento e evolução do processo de aprendizagem.

Para garantir a segurança do processo, os instrutores coletarão e validarão a biometria digital ou facial do aluno e a sua própria em cada relatório, que será transmitido em até 24 horas para o Detran|ES. Este registro das avaliações das aulas práticas será armazenado pelas empresas credenciadas respeitando um prazo de cinco anos para fins de auditoria e fiscalização.

 

Você pode Gostar de:

MEC determina volta às aulas presenciais a partir de janeiro

O Diário Oficial da União publica, nesta quarta-feira (2), portaria do Ministério da Educação (MEC), determinando que instituições …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *