Página Inicial / Fiscalização / COVID-19: OKBR Mostra que o Espírito Santo é referência em transparência nos dados

COVID-19: OKBR Mostra que o Espírito Santo é referência em transparência nos dados

O Espírito Santo está entre os estados mais transparentes nos dados sobre a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). É o que mostra o Índice de Transparência da Covid-19, elaborado pela ONG Open Knowledge Brasil (OKBR) e divulgado na quinta-feira (16).  A OKBR, também conhecida como Rede pelo Conhecimento Livre, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua na implementação e na defesa da transparência dos dados públicos.

No ranking elaborado pela instituição (CLIQUE AQUI E ACESSE O RANKING COMPLETO), o Espírito Santo foi classificado entre os três estados com nível alto de transparência, ao lado do Ceará e de Pernambuco, obtendo a pontuação 93 em uma escala de zero a 100.  A nota mostrou a rápida evolução da transparência dos dados no Estado, que inicialmente havia sido enquadrado na categoria opaca, na avaliação realizada no dia 9 de abril. Em apenas uma semana, o Espírito Santo passou a ocupar o topo da escala.

Em seu boletim sobre a situação de cada Estado, a Open Knowledge Brasil (OKBR) destacou o avanço do Estado: “O Estado fez um painel de visualização, mas a principal melhoria se refere aos microdados publicados, que passam a ser os mais detalhados disponíveis no país. O Estado apresenta informações inclusive de raça/cor e escolaridade, quando disponíveis, além de diversas outras variáveis, como tipo de teste aplicado, comorbidades e sintomas”, diz a nota da ONG.

O secretário de Estado de Controle e Transparência, Edmar Camata, observa que a disponibilização da ferramenta de dados interativos Painel Covid-19, que traz informações em tempo real sobre a doença no Estado, foi fundamental para que isso ocorresse. “Passamos a ser referência no País em transparência dos dados do Covid-19. Informação acessível e transparente pode salvar vidas e ajudar a população a se conscientizar sobre a pandemia”, ressalta Edmar Camata.

O secretário de Estado explica que o painel criado atende tanto ao público leigo quanto à imprensa, pesquisadores e profissionais da saúde. “Além disso, é um painel gerencial, fundamental para as decisões de governo. A plataforma consegue transformar dados em informação útil em diversos níveis de conhecimento, por apresentar alta maturidade em dados abertos”, diz.

O Painel Covid-19 foi desenvolvido em parceria com o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Espírito Santo (Prodest), a Secretaria de Controle e Transparência (Secont), a Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom) e o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

CLIQUE AQUI E ACESSE O PAINEL COVID-19

Ao colaborar com o projeto, a Secont atuou no mapeamento e definição da lista de dados a serem divulgados no Painel, que teve como base os critérios defendidos pela ONG Open Knowledge Brasil (OKBR).  No painel é possível acompanhar o número de notificações, de casos confirmados, em investigação, pacientes curados, óbitos e testados pelo exame “RT-PCR” em tempo real. Também é possível checar a situação por municípios, por bairros e por região de saúde, faixa etária, sexo e comorbidades. Os dados podem ser filtrados e organizados por categoria e também estão disponíveis para download em formato aberto.

Metodologia

O Índice de Transparência da Covid-19 da OKBR avalia a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia, publicados pela União e pelos estados em seus portais oficiais. A análise é composta de três dimensões: conteúdo, granularidade e formato. Cada dimensão é constituída por um conjunto de aspectos avaliados separadamente, aos quais são atribuídos diferentes pesos para a elaboração da nota de zero a 100.

No item conteúdo a avaliação leva em conta a diversidade de informações disponibilizadas, como o perfil detalhado dos pacientes (gênero, idade, doenças pré-existentes). Já em granularidade é analisado o detalhamento geográfico das informações, os microdados da situação por municípios e bairros. E a categoria formato leva em conta a facilidade de visualização do conteúdo, a apresentação de séries históricas e a disponibilização do formato dados abertos.

 

Você pode Gostar de:

22/10 AGORA: PF prende suspeitos de fraudes contra a Caixa

Policiais federais cumprem hoje (22) oito mandados de prisão temporária contra suspeitos de cometer fraudes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *