Página Inicial / Geral / Caso de jovem que apresenta sintomas de infecção respiratória no ES segue em investigação

Caso de jovem que apresenta sintomas de infecção respiratória no ES segue em investigação

A Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Centro de Operações Estratégicas (COE), informa que o Laboratório Central do Espírito Santo (Lacen-ES) realizou a análise da amostra coletada na quarta-feira (26) do jovem de 25 anos que apresentou febre, coriza e mialgia após viagem a Singapura.

 

A investigação laboratorial revelou que a amostra do paciente foi negativa para a presença dos vírus da influenza A e B e para o vírus sincicial respiratório, o que torna necessário o envio da amostra para a Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro, que é o laboratório de referência determinado pelo Plano Contingência para o Covid-19 (novo coronavírus).

 

Na Fiocruz, a amostra será testada para a presença de outros vírus respiratórios – incluindo o Covid-19. O Lacen/ES irá encaminhar nesta sexta-feira (28) pela manhã, por via aérea, as amostras para a Fiocruz para confirmação ou descarte do caso. O resultado deve ser divulgado em até sete dias. O paciente apresenta quadro clínico leve, sem sinais de gravidade, sendo indicado, nesses casos, o isolamento domiciliar de acordo com o protocolo adotado no Brasil. “Caso apresentem sinais ou sintomas de gripe, familiares e pessoas que tiveram contato com o paciente deverão procurar o serviço de saúde mais próximo”, destaca o coordenador do COE, Luiz Carlos Reblin.

 

Plano de contingência

 

Desde o início dos primeiros casos de Covid-19 na China, o Espírito Santo elaborou um plano de contingência para evitar a circulação do vírus no Estado. Entre as definições apresentadas estão a definição dos hospitais de referência, que serão o Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória (HINSG), em Vitória, referência em atendimento pediátrico, e o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves (HEJSN), na Serra, que tem a expertise de atendimento a casos graves.

 

A remoção dos pacientes com casos suspeitos para os hospitais de referência, de acordo com o plano, ficará a cargo do Serviço Móvel de Urgência (Samu 192) e do serviço de remoção estadual nos municípios que não têm Samu.

 

Em relação ao atendimento a ser realizado nos municípios, que poderá ser a porta de entrada de casos suspeitos, todos os profissionais já estão sendo orientados e capacitados para identificação da infecção. Os municípios também estão orientados a realizarem a comunicação obrigatória por meio do FormSUS, para que haja a notificação imediata dos possíveis casos.

 

O Lacen/ES fica responsável pelas análises das amostras enviadas pelas unidades de saúde. No local, as amostras serão analisadas para triagem de outras viroses e, caso os resultados descartem casos de influenza ou outras viroses, o material será enviado para o laboratório de referência nacional (Fiocruz) para confirmação ou descarte do caso. O Plano Estadual de Prevenção e Controle do Covid-19 pode ser acessado no link: https://bit.ly/2I2KX52

 

Você pode Gostar de:

PM E PF apreendem droga enviada via correios

Uma ação conjunta entre a Polícia Militar do Espírito Santo e a Polícia Federal, na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *