Página Inicial / Fiscalização / CÂMARA DE GUARAPARI: convoca secretário para explicar obras de asfaltamento e da nova sede da prefeitura

CÂMARA DE GUARAPARI: convoca secretário para explicar obras de asfaltamento e da nova sede da prefeitura

A Câmara Municipal de Guarapari, através da Comissão de Economia e Finanças, convocou o secretário de Obras, Divandilsom Ferreira dos Santos, para uma reunião na próxima terça-feira (14), às 14h, em que deve prestar esclarecimentos sobre obras de asfaltamento e da nova sede da prefeitura.

O município pretende investir de R$ 16.065.678,98 para asfaltar as ruas da cidade. Segundo o presidente da Comissão, vereador Marcos Grijó (PDT), os vereadores querem saber quais bairros, ruas e regiões serão contempladas. A obra foi divulgada no Diário Oficial em 22 de junho, mas de acordo com o parlamentar, a Câmara não recebeu nenhuma informação.

“Os vereadores são cobrados pela sociedade sobre onde vão acontecer esses investimentos e a Comissão de Economia e Finanças pede essas informações porque a municipalidade não informa à Câmara, através de ofícios e outros documentos, como esses recursos serão aplicados. Então como a Lei Orgânica e o Regimento Interno permitem que os vereadores convoquem os secretários, nós fizemos isso para receber essas informações”, explicou Grijó.

A Comissão também pretende questionar o secretário sobre a obra da nova sede da prefeitura. O membro da Comissão, vereador Rogério Zanon (DC), ressaltou que aquela construção foi iniciada com fins residenciais e que agora estão querendo transformá-lo em prédio público. “A gente mais se preocupa com três pontos importantes. O estacionamento, a acessibilidade e a parte estrutural. Não adianta reforçar viga. No Rio de Janeiro um prédio que fizeram isso veio abaixo a pouco tempo. Mas, vamos ver o que o secretário tem para nos falar. E eu espero que ele tenha boas respostas para poder nos convencer”, afirmou Zanon.

O relator da Comissão, vereador Thiago Paterlini (Podemos), afirmou que o prefeito havia prometido a entrega da obra em seis meses, o que não aconteceu. Segundo ele, em 2017 a Comissão protocolou uma representação no Ministério Público de Contas solicitando a apuração das irregularidades da construção e o órgão decidiu realizar uma auditoria no prédio.

“Com a entrada desse novo secretário queremos saber o prazo de conclusão dessa obra e tirar dúvidas sobre algumas obras de pavimentação que estão acontecendo no município. Nós não somos contra o desenvolvimento. Mas como fiscais e defensores da cidade, queremos que os recursos tenham um direcionamento de aplicabilidade pautado em mais zelo com o dinheiro público porque as pessoas pagam impostos com muitas dificuldades”, finalizou Paterlini.

 

 

Você pode Gostar de:

17/09 PM e MPES participam da “Operação Cafarnaum”

Nesta quinta-feira (17), policiais militares do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar do Ministério Público …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *